AVC – Acidente Vascular Cerebral

AVC – Acidente Vascular Cerebral

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal doença que causa incapacidade no mundo e a que mais mata no Brasil. Apesar de atingir com maior frequência um número grande de pessoas com idade acima dos 60 anos, as chances existem em qualquer faixa etária, inclusive em crianças. As sequelas que resultam do AVC podem acabar dificultando a vida da pessoa, fazendo com que ela dependa da família para realizar atividades comuns e rotineiras.

O que é?

O AVC acontece quando o fluxo sanguíneo dos vasos do sistema nervoso central é reduzido ou bloqueado, aumentando o risco de perda súbita das funções neurológicas e causando danos temporários ou permanentes no cérebro.

Em alguns casos, a pessoa pode ter uma “ameaça de AVC”, que é quando o suprimento de sangue nos vasos é bloqueado por um momento e em seguida volta ao normal. A perda das funções neurológicas dura menos de 24 horas, mas significa que o corpo está avisando que há algo errado. Por isso, é necessário que o paciente realize exames para descobrir a causa e tratá-la, evitando que a situação se agrave.

Tipos da doença

Há dois tipos da doença:

AVC Isquêmico

Quando há a obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo dos vasos que levam sangue ao cérebro. É responsável por 85% dos casos de AVC.

AVC Hemorrágico

Também conhecido como derrame, é quando há o rompimento de um vaso dentro ou ao redor do cérebro, causando hemorragia na região.
AVC – Acidente Vascular Cerebral

Sintomas

Fique atento aos seguintes sintomas, principalmente se o início deles for súbito: Fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; Confusão, alteração da fala ou compreensão; Alteração na visão (em um ou ambos os olhos); Alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; Dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

É importante observar e anotar o horário do aparecimento dos primeiros sintomas, pois se o paciente com AVC Isquêmico for atendido em até 4,5h, as chances de ter sequela diminuem.

Risco

O AVC tem maiores probabilidades de ocorrer em pessoas que estão em um ou mais grupos de risco: Idosos, histórico de AVC prévio, hipertensos, cardíacos, diabéticos, fumantes, alcoólatras, obesos, sedentários, entre outros.

Se você ou um conhecido estiver com os sintomas, não espere! Ligue imediatamente para a ambulância ou vá até um hospital, afinal, cada segundo é fundamental. Tempo perdido é cérebro perdido!

Fonte: ABAVC e Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares