Doenças cardiovasculares: quais são as causas e como evitar?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, as doenças cardiovasculares são as principais causadoras de óbitos em todo o mundo. No Brasil, os números são igualmente assustadores, já que, no ano passado, mais de 289 mil pessoas faleceram por causa de problemas cardíacos entre janeiro e agosto. E isso não é tudo. Um estudo de 2018 mostrou que as quatro principais doenças cardiovasculares (infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca, hipertensão e fibrilação atrial) custam para o país mais de R$50 bilhões ao ano.

É claro que os avanços tecnológicos têm sido bastante efetivos para evitar consequências graves decorrentes de problemas cardíacos. Porém, o que se mostra realmente eficaz contra as doenças cardiovasculares é a prevenção. Afinal, 80% das doenças cardíacas podem ser evitadas se a pessoa tiver hábitos saudáveis.

O que são as doenças cardiovasculares e quais são suas causas?

Como o nome sugere, doenças cardiovasculares são problemas de saúde que atingem principalmente o coração e os vasos sanguíneos. Existem diversos tipos:

  • Doença coronariana: ocorre quando os vasos que levam o sangue até o coração entopem;
  • Doença cerebrovascular: acontece quando as artérias, responsáveis por transportarem o sangue até o cérebro, entopem;
  • Doença arterial periférica: causa danos nos vasos que irrigam braços, pernas, mãos e pés;
  • Doença cardíaca reumática: são problemas nas válvulas cardíacas e no músculo do coração;
  • Cardiopatia Congênita: ocorre quando, desde o nascimento, há uma má formação do coração;
  • Trombose Venosa Profunda e Embolia Pulmonar: acontece quando coágulos sanguíneos se movem das pernas para o coração ou pulmão.

Apesar das doenças cardiovasculares serem divididas em vários grupos, você já pôde perceber que a maioria delas ocorre pelo mesmo motivo: o entupimento dos vasos sanguíneos. Isso acontece principalmente por causa do acúmulo de placas de gordura e cálcio, que dificultam a circulação do sangue pelos órgãos.

Quais são os fatores de risco?

É verdade que a lista de fatores de risco é um pouco extensa. Entretanto, a boa notícia é que poucos desses fatores não são modificáveis. São eles: a idade, o sexo e o histórico familiar. No que diz respeito ao primeiro, ocorre um agravamento do quadro conforme a chegada da melhor idade. Já, sobre o sexo, é sabido que os homens têm maior propensão a desenvolverem problemas cardíacos.

Com relação aos fatores de risco que podem ser modificados, os principais são:

  • Tabagismo;
  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Estresse;
  • Obesidade;
  • Problemas na tireóide;
  • Colesterol alto;
  • Uso de drogas ilícitas, como cocaína.

Quais são os sintomas?

De maneira geral, é preciso estar atento a sintomas como falta de ar, cansaço após realizar esforço físico, dor na mandíbula, dor nas costas, queimação ou pontadas no tórax e, é claro, dor ou formigamento no braço esquerdo. De fato, esses são os principais sinais de alerta, mas, a seguir, explicamos detalhadamente os sintomas de alguns problemas cardiovasculares.

  • AVC: confusão mental repentina, formigamento, fraqueza, redução da força de um lado do corpo, dor de cabeça forte, mudanças na fala, problemas de compreensão, desvio dos lábios, desmaio e perda da visão.
  • Infarto: dores no peito, no braço esquerdo, nas costas ou na região próxima ao estômago, dificuldade para respirar e suor frio.
  • Insuficiência cardíaca: falta de ar, membros inferiores inchados, cansaço, tosse seca e palpitação.
  • Doença Arterial Periférica: incômodo na panturrilha durante caminhada, machucados nas pernas e braços com problemas de cicatrização, dedos frios e pálidos ou roxos.

Prevenção

Ter hábitos saudáveis é definitivamente a melhor forma de se prevenir contra doenças cardiovasculares. Os principais deles são: não fumar (válido também para fumantes passivos), praticar atividades físicas e ter uma dieta balanceada, com pouco consumo de bebidas alcoólicas.

Atenção! Alguns desses exames não são realizados pela CEDIP. Confira quais exames a Cedip realiza clicando aqui.