Gota (doença)

Gota (doença)

A Gota é uma doença reumática inflamatória que ataca as articulações em função dos altos níveis de ácido úrico no sangue. O ácido úrico é produzido normalmente pelo metabolismo do corpo, mas quando a produção é demasiada ou quando não é eliminado corretamente, há o excesso dessa substância.

Então, as elevadas quantidades de ácido úrico formam cristais, que caso se encontrem depositados nas articulações, caracterizam a Gota. É importante registrar que nem todas as pessoas que possuem altas taxas de ácido úrico terão Gota e também que mesmo que o indivíduo tenha em uma articulação, não significa que ele terá em outra.

O grupo de maior risco é constituído de homens adultos na faixa etária entre 40 e 50 anos, que têm sobrepeso ou obesidade, não praticam nenhum tipo de atividade física regular e são usuários frequentes de bebidas alcoólicas. As mulheres que desenvolvem a doença, na maioria das vezes, já estão na menopausa, ou seja, estão acima dos 60 anos.

Alguns fatores são considerados de risco:

Bebidas alcoólicas, em especial cerveja e vinho tinto;

Certos alimentos, como frutos do mar, sardinha, carne vermelha (em excesso), pele de aves, feijão, soja e ervilha;

Dietas hipercalóricas;

Pouca ingestão de líquidos;

Traumas físicos;

Cirurgias;

Quimioterapia;

Fármacos diuréticos.

Sintomas de Gota

Os sintomas de Gota incluem inflamações, dores, sensibilidade, vermelhidão e inchaços nas articulações dos dedos do pé, dos tornozelos e dos joelhos. Por isso, é comum que a pessoa acorde no meio da noite com dores intensas. A doença também pode causar cálculos, que levam a cólicas renais, e cristais embaixo da pele, que formam saliências nos dedos, cotovelos, joelhos, pés e orelha.

Como é feito o diagnóstico de Gota?

A Gota é um problema que atinge menos de 1% da população, mas que não deve ser ignorado. Apesar de não ter cura, tem tratamento, que previne o desgaste da cartilagem no local e, assim, problemas de artrose.

O diagnóstico é dado por meio de análise de exame clínico e de sangue, de resultados de Raio-X e de dosagem de ácido úrico na urina, assim como de estudo do líquido presente nas articulações, retirado através de Punção. Caso suspeite do problema, solicite consulta com um médico.

Fontes: Sociedade Brasileira de Reumatologia, Secretaria de Saúde de Goiás, Sociedade Paranaense de Reumatologia, Sociedade Catarinense de Reumatologia, Faculdade de Medicina da UFMG e ReumatoUSP.
Voltar