Importância da Mamografia

Uma das principais causas de mortalidade feminina, o câncer de mama é um grave problema de saúde. Entretanto, essa doença tem grandes chances de cura quanto detectado de forma precoce. Por conta disso, o Dia Nacional da Mamografia busca informar da importância do exame de mamografia na idade de risco.

Para 2020, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) prevê mais de 66 mil novos casos de câncer de mama. De acordo com a entidade, cerca de 17 mil pessoas morreram por causa disso em 2017 (último ano tabulado).

Apesar de importante realizar o exame de mamografia, o mesmo só é indicado para determinados casos. Confira neste conteúdo e entenda mais sobre a mamografia, quem deve fazer o exame e formas de prevenir o surgimento do câncer de mama.

Importância da mamografia

A mamografia é um exame de raios-X realizado nas mamas. Apesar de simples, tem alta eficácia e importância na hora de fazer o diagnóstico precoce do câncer de mama. Por meio desse procedimento, é possível identificar nódulos nos seios.

A mamografia, sozinha, não diagnostica o câncer. Apenas indica a presença de nódulos. Todavia, quando esses são confirmados, uma biópsia é realizada para avaliar se o nódulo é um tumor maligno ou benigno.

Quando a mamografia é indicada

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) recomendam a mamografia anual para as mulheres a partir dos 40 anos de idade.

Todavia, recomenda que a mulher independentemente da idade conheça o próprio corpo, assim, percebendo sinais anormais procure orientação médica. Se o especialista julgar necessário, então, a mamografia pode ser feita.

Grupo de risco

  • Mulheres com mais de 50 anos (80% dos casos de câncer de mama surgem após essa idade);
  • Histórico familiar de câncer de mama em parentes de primeiro grau;
  • Ter a primeira menstruação antes dos 12 anos;
  • Entrar na menopausa após os 55 anos;
  • Engravidar pela primeira vez após os 30 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Passar por terapia de reposição hormonal;
  • Sobrepeso;
  • Consumir álcool e/ou fumar.

Como prevenir o câncer de mama

Não há causas exatas, conhecidas, para o câncer de mama. Sabe-se, apenas, que histórico familiar, idade e hábitos de vida aumenta a probabilidade da doença surgir. Portanto, a primeira forma de se prevenir é adotando uma alimentação saudável e o mais natural possível, assim como controlar o peso e praticar exercícios físicos.

Além dessas orientações, a mulher precisa conhecer o próprio corpo e frequentar rotineiramente o ginecologista. O autoexame das mamas, por meio do toque, é uma forma de a mulher perceber possíveis alterações no corpo antes da idade recomendada para realizar a mamografia.

Fontes: Ministério da Saúde, Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM)  e Instituto Nacional de Câncer.

Voltar