Quedas de idosos: entenda o problema — e como prevenir

Segundo estudo, pelo menos 25% dos idosos já sofreu uma queda.

Com certeza, você conhece alguma pessoa idosa que caiu na rua ou em sua própria casa. A impressão que temos é que as quedas são normais no envelhecimento, porém a repetição simboliza problemas sérios.

A pior consequência para o idoso é o risco de fratura no fêmur. Além disso, é comum ocorrer a hospitalização, dependência e até institucionalização.

Existem, principalmente, dois fatores por trás das quedas em pessoas com mais de 60 anos. Os fatores físicos estão ligados ao processo do envelhecimento e à saúde. Enquanto isso, os fatores ambientais se referem à qualidade do local onde o idoso está.


A seguir, veja ações fáceis para diminuir a frequência da queda em idosos — e aumentar o bem-estar:

Fatores físicos: como prevenir

Exercício físico


A instabilidade postural é uma das principais causas físicas das quedas. Por isso, os exercícios não podem parar na Melhor Idade.


Pesquisas comprovam que a prática de qualquer atividade diminui em até 10% as chances de queda. Porém, se a prática focar em equilíbrio, como a técnica Tai Chin Chuan, a redução pode chegar a 37%. *2


Além disso, o exercício físico auxilia no combate a outros fatores intrínsecos que levam a queda. Alguns deles são a pressão arterial, depressão, diminuição da força muscular e fragilidade no quadril.

Redução de lesões


É fundamental tomar medidas caso a queda aconteça. Isso reduz o risco de lesões graves, resultando em menos dependência e melhor bem-estar para o idoso.


A suplementação de vitamina D, por exemplo, pode auxiliar no risco de fraturas. Por isso, recomenda-se que todos com mais de 60 anos tomem sol todos os dias.


Uma dieta balanceada é outro ponto importante. Um nutricionista pode orientar sobre a alimentação ideal, de forma que não falte nenhum nutriente no organismo. Afinal, um corpo saudável se recupera mais facilmente.

Hábitos


Além disso, há ações que podem ser tomadas todos os dias para se evitar quedas. A seguir, confira uma lista de hábitos saudáveis para idosos:

○ Use sapatos com sola antiderrapante;

○ Evite sapatos altos e com sola lisa;

○ Amarre o cadarço do seu calçado;

○ Substitua os chinelos que estão deformados ou estão muito frouxos;

○ Use uma calçadeira ou sente-se para colocar seu sapato;

○ Evite ingestão excessiva de bebidas alcoólicas;

○ Nunca ande só de meias;

○ Se necessário, utilizar bengalas, muletas ou outros instrumentos de apoio

Faça exames oftalmológicos e físicos anualmente.

Fatores ambientais: que prevenções podem ser feitas em casa

No quarto


○ Coloque uma luminária, um telefone e uma lanterna na cabeceira;

○ Durma em uma cama na qual se consiga subir e descer facilmente;

○ Um teste a ser feito é: sente-se na cama. Os joelhos devem ficar confortáveis na dobra do colchão, e os pés devem alcançar o chão.

○ Dentro do armário, arrume as roupas em lugares de fácil acesso;

○ Evite os locais mais altos;

○ Use lençóis e acolchoado de produtos feitos de algodão e lã;

○ Esses materiais são menos escorregadios, e evitarão quedas ao se levantar.

○ Instale algum tipo de iluminação ao longo do caminho da sua cama ao banheiro;

○ Uma dica são as luzes de tomada, que não atrapalham o sono.

○ Mantenha ligada durante toda a noite.

○ Não deixe o chão do seu quarto bagunçado.

Na Sala e Corredor


○ Organize os móveis de maneira que você tenha um caminho livre;

○ Mantenha as mesas de centro, porta revistas, descansos de pé e plantas fora da zona de tráfego.

○ Não acumule ou deixe nada no caminho da porta ou corredor.

○ Instale interruptores de luz nas entradas;

○ Uma boa dica são os interruptores que brilham no escuro.

○ Ande somente em corredores, escadas e salas bem iluminadas.

Não mantenha fios debaixo de tapetes;

Se o tapete não for antideslizante, cole a parte debaixo com fitas adesivas;

○ Se o piso for de carpete, conserte imediatamente as áreas desgastadas.

○ Evite cadeiras ou sofás muito baixos;

○ Esses móveis são mais difíceis para levantar-se.

Na Cozinha:


○ Apenas use tapetes antiderrapantes;

Limpe imediatamente qualquer líquido, gordura ou comida do chão;

○ No piso, utilize ceras que não deixem seu piso escorregadio.

Armazene tudo em locais de fácil alcance;

○ As estantes devem estar para permitir o apoio.

○ Não subir em cadeiras para alcançar os armários que estão no alto.

No Banheiro:


○ Coloque um tapete antiderrapante ao lado da banheira ou do box;

○ Isso garante segurança na entrada e saída.

○ Se possível, instale barras de apoio nas paredes do seu banheiro;

○ Mantenha algum tipo de iluminação durante as noites;

○ Use tiras antiderrapantes dentro da banheira ou no chão do box;

○ Substitua as paredes de vidro do box por um material não deslizante;

○ Para ajudar no banho, disponibilize uma cadeira de plástico firme com cerca de 40 cm;

○ Ela é útil caso a pessoa idosa não consiga se abaixar até o chão ou se sinta instável.

○ Ralos devem estar longe das áreas de circulação ou nivelados ao piso.

A redução no número de quedas dentro da população acima de 60 é, acima de tudo, uma questão de saúde pública.


Para aumentar a conscientização, dia 24 de junho foi declarado o Dia Mundial de Prevenção de Quedas da Pessoa Idosa.


Como você viu, a maioria das prevenções são atitudes simples, que não exigem muito esforço. Mesmo assim, elas significam muito para a saúde e bem-estar do idoso.
A redução de quedas melhora significativamente a qualidade de vida, além de aumentar a autoestima.